A Bioquímica do Amor

A Bioquímica do Amor

No sétimo capítulo do livro “Você, o amor e eu”, o Dr. Ismael Lago se aprofunda nos processos químicos que o nosso cérebro sofre durante as diferentes fases da sexualidade que apresentou no capítulo anterior.

O autor recorre às ideias de McLean para traçar um mapa dos momentos que vivenciamos nos nossos relacionamentos e que são reflexo das diferentes funcionalidades das divisões do nosso cérebro.

Em cada uma das áreas cerebrais encontram-se as respostas químicas para os sentimentos e posturas que assumimos durante a paixão e o amor. São os neurotransmissores os responsáveis pelo desejo sexual, prazer, raiva, ciúmes, carinho e todos as outras sensações recorrentes de uma relação afetiva.

É daí que o Dr. Lago discorre sobre e necessidade de saciarmos e correspondermos as expectativas do outro. O amor, por se tratar de um processo químico, depende de estímulos, deve-se conquistar e agradar a pessoa amada a cada novo dia, do contrário, quando os estímulos se tornam insuficientes para as reações químicas, o amor, por mais verdadeiro que possa ser, pode acabar.

“Esse é o verdadeiro sentido cristão do amor: ser vivido e buscado numa união sólida e de almas…”, conclui o autor.

Se você quer conhecer os pormenores da sexualidade humana e compreender melhor como as nossas relações e sentimentos funcionam, acesse o site da Estância do Lago SPA & Wellness ou ligue para (41) 3252-0000.