Como surgem as estrias

26 de março de 2014

estancia-do-lago-spa-estrias

Elas são temidas, incômodas e representam uma das maiores preocupações femininas. Sim, as estrias são um verdadeiro filme de terror para mulheres de todo o mundo. Mas você sabe como e por que elas se formam?

As marcas, que, geralmente, são riscos brancos e avermelhados que aparecem principalmente nas pernas, são rompimentos de fibras elásticas da camada intermediária da pele. Tal camada é formada por colágeno e elastina, que são os encarregados pela elasticidade e tonicidade da pele. E as estrias agem ao diminuir a espessura e a coloração naturais dela.

Elas surgem por meio de fatores genéticos e hormonais, quando as fibras citadas acima são rompidas. “Isso ocorre quando a pele sofre um estiramento rápido e não consegue adaptar-se à nova forma”, explica o dermatologista Rodrigo Motta em entrevista ao jornal Zero Hora.

As estrias se dividem em dois tipos: rubras e albas. No primeiro caso, a cicatriz ainda é recente e, se forem tratadas rapidamente, podem apresentar melhoras significativas, uma vez que há conjuntos de vasos sanguíneos na região afetada e a fibra pode ser regenerada por meio de nutrientes. No segundo, a coisa é mais séria. Por serem mais profundas e não vascularizadas, pode se recuperar apenas 70% da área atingida, diz Rodrigo.

Para prevenir-se contra esse mal, é importante alimentar-se de forma saudável e aplicar cremes hidratantes na pele. Para tratá-lo, tudo vai depender da gravidade da situação. Por isso, procure um dermatologista, que lhe indicará a melhor forma de recuperar a pele afetada.