Exercícios aeróbicos contra a depressão

Exercícios aeróbicos contra a depressão

Não é novidade, mas vale a pena ressaltar: a atividade física é um remédio e tanto contra a depressão, principalmente os exercícios aeróbicos – aqueles que promovem o movimento de braços e pernas, aumentam os batimentos cardíacos e deixam a respiração bem acelerada. O crédito da descoberta vai para pesquisadores da Universidade do Texas, em Dallas, que revisaram diversos levantamentos sobre o tema.

Os exercícios aeróbicos colaboram com o aumento das monoaminas, neurotransmissores como a serotonina, a dopamina e a noradrenalina. A serotonina, por exemplo, regula nosso de humor, apetite, sono, ritmo cardíaco e temperatura corporal. A falta dela causa depressão, insônia, mau humor e diversos transtornos psíquicos.

Outra pesquisa, dessa vez publicada no Journal of Clinical Psychiatry, dos Estados Unidos, também mostrou que os exercícios físicos combatem a depressão. Correr, andar e nadar, segundo os pesquisadores, são “remédios contra a depressão”. Para chegar a esse resultado, os cientistas acompanharam 250 pessoas. Um dos pontos altos do estudo é que os exercícios físicos provocam sensações de bem-estar e elevam a autoestima, avaliação subjetiva que falta em pessoas depressivas.

Você não precisa modificar toda sua agenda para praticar atividades físicas. De acordo com especialistas, recomenda-se a prática e exercícios físicos três vezes por semana, com sessões de 45 a 60 minutos. A presença de um profissional da área é de suma importância, já que ele poderá indicar movimentos e posições corretas.

Se você tiver alguma dúvida sobre o assunto, entre em contato aqui na Estância do Lago, spa em Curitiba. O nosso coordenador de atividades físicas é o professor Maurício Silva. ^^

Veja também: Dando um “chega pra lá” no estresse