Natureza contra a fadiga mental

Natureza contra a fadiga mental

Cidade é sinônimo de desenvolvimento, tecnologia, evolução e avanço. Mas, também faz referência ao caos urbano,  trânsito, excesso de gente, barulho, violência, poluição visual, miséria… ufa. Por ser essa mescla de “paz e guerra”, as pessoas costumam ficar estressadas, frustradas e com um sintoma típico do cidadão do século XX: a fadiga mental.

Se você mora em uma cidade grande, como Curitiba, já deve ter sentido alguns dos sintomas: cansaço, esquecimento fácil, esgotamento, perda de ânimo e  exaustão. Sabe quando você conversa com alguém e, no meio do papo, esquece completamente do assunto? Pois é, talvez não signifique que o tema esteja chato. Talvez seja cansaço mental.

Se você se sente assim com frequência, a notícia de hoje aqui do blog da Estância do Lago vai te animar. Uma pesquisa, feita pela Universidade de Edimburgo e publicada no “The British Journal of Sports Medicine”, mostrou que o contato com a natureza é um ótimo remédio contra a fadiga mental. Pode ser em parques, ruas arborizadas ou até em algum spa. Rsss.

Para chegar ao resultado, os pesquisadores implantaram eletroencefalogramas portáteis (EEG), aparelhos que verificam as ondas cerebrais, em 12 jovens com boa saúde. Metade do grupo ficou na cidade. A outra parte procurou ficar perto da natureza. Resultado: os cérebros dos urbanos registrou mais agitação; já daqueles que passaram um tempo perto de árvores, mato etc., mostrou mais calma e relaxamento, ficando praticamente em estado de calma mental.

Dr Ismael Lago, Clínico Geral da Estância do Lago recomenda o seguinte:  “aprecie os pequenos prazeres da vida. Dê valor aos pequenos gestos, às coisas simples e ao contato com a natureza”.

Gostou de saber que o contato com a natureza reduz a fadiga mental? Então compartilhe este post e colabore com a saúde mental do seu amigo!

Veja também: Dicas de passeio em Curitiba