Os impulsos que nos regem

Os impulsos que nos regem

Por trás da “máscara” de nossa personalidade existe um “eu” verdadeiro. Seu nome é “id”. Escondido bem lá no fundo de nossa mente, como se fosse um porão trancado, é ele que rege nossos impulsos. É sobre este tema que o Dr. Ismael Lago fala na parte 2 do segundo capítulo do livro “Você, o amor e eu”.

E nossos impulsos, conforme diz Lago no livro, são divididos em três: psicobiológicos, psicossociais e psicoespirituais. O primeiro, segundo Freud, é o instinto. É ele o responsável pela vontade de conservar e perpetuar a espécie. Fome, sede, defesa e vontade sexual são alguns exemplos.

O psicossocial é o impulso que nos leva a ter relações sociais. Num segundo momento, porém, também faz com que busquemos a autoafirmação.  “É o impulso de autoafirmação que, às vezes, nos leva a sérias discussões, quando, incoerentemente, tentamos impor nossa vontade e nosso ponto de vista, julgando-os superiores aos dos demais”, diz Ismael Lago.

O terceiro impulso é o psicoespiritual. “Ele é responsável pela busca incessante de respostas para nossa vida, tendo em vista que os animais também existem, porém somente os humanos sabem que existe”, fala Lago.

Céu e inferno não moram na eternidade, mas sim em nosso coração. Por isso, é de suma importância manter o equilíbrio de todos esses impulsos. Levar uma vida feliz só depende de nós.

Veja também: Quero ser mais feliz